Confira!! Vila Beef em matéria na Revista Zumm de Ribeirão Preto-SP

Dicas para churrasco
14 de abril de 2016
FOTO ZORO SEIXAS

Chega de dúvidas! Com dicas simples, porém, indispensáveis, seu churrasco vai ficar muito mais saboroso e fácil de fazer

O “churras” do fim de semana é sempre motivo de muitas risadas e boas histórias. Mas para que esses momentos sejam realmente perfeitos, os detalhes gastronômicos – que envolvem desde a temperatura da brasa, o tempero da carne e até seu corte – exigem alguns cuidados importantes. Para me ajudar, procurei o empresário e proprietário da Vila Beef, Marcelo A. Whately, que revelou dicas imperdíveis, as quais prometem dar um up neste hábito delicioso e que já faz parte da vida da maioria dos ribeirão-pretanos.

vila

 

Marcelo Whately – Vila Beef

Acenda a churrasqueira 40 minutos antes
“Isso dará o tempo certo para que o braseiro se forme”, afirma Marcelo. “Os mais indicados para acender o fogo são o álcool em gel, em pedra ou o acendedor que vem com o carvão. Há ainda o acendedor elétrico: uma resistência própria para este uso que colocamos dentro da churrasqueira, entre o carvão. Facilita muito!”

Aposte nas churrasqueiras rasas
“O mais importante é atingir uma temperatura alta. Portanto, se a churrasqueira for profunda, será preciso bastante carvão. Indico churrasqueiras rasas ou com regulagem de altura da grelha. Parasteaks, por exemplo, 20cm no máximo de distância entre o braseiro e a grelha são suficientes”, ressalta o empresário.

Qual o segredo do tempero?
“O tempero de carnes bovinas é muito pessoal. Para carnes saborosas utilizadas em churrascos, somente sal é suficiente. Caso experimente e sinta falta de tempero, talvez a carne não seja tão saborosa assim…”

carvao

Confira a temperatura!
“Para saber se a temperatura está correta, costumo colocar a mão sobre a grelha e avaliar o tempo que consigo aguentar. Menos de 5 segundos está muito quente, o que pode selar a carne sem assar seu interior. Entre 5 e 10 segundos é o ideal para grelhar steaks. Acima de 10 segundos é ótima para assar cortes maiores por tempo prolongado, como o peito bovino ou uma costela”.

O “temido” corte
“Fibras curtas são mais fáceis de mastigar e, por isso, sentimos a sensação de maciez. Desta forma, cortar a carne perpendicularmente às suas fibras facilita a mastigação. Mas isto dependendo da qualidade da carne! Para carne com garantia de maciez, podemos cortar de qualquer maneira que mastigaremos facilmente. A faca que será utilizada para o corte deve estar bem afiada. Não há um modelo específico, no entanto, dê preferência para uma faca com lâmina de 15cm (no mínimo)”.

carne-r

Tá no ponto?
“Tudo depende da preferência de cada um! Quanto mais bem passada, menor a suculência e maciez. Eu, por exemplo, prefiro mal passada ou ao ponto”.

POR JOANA MORTARI