De onde vem a carne bovina que você consome? #CarnedeAaZ 1

Este texto é o primeiro de nossa coluna no Programa Terceira Via na Rádio Bandeirantes AM 1270 Ribeirão Preto. Batizamos a coluna de “Carne de A a Z” e vamos ao ar às terças e quintas-feiras. O programa é diário de segunda a sexta das 18h00 às 19h00. O programa é transmitido ao vivo também pelo app (iTunes ou Android) e pelo endereço http://www.programaterceiravia.com/radio.

Bom, inaugurando a coluna, conversamos sobre a origem da carne que consumimos. Primeiramente, é interessante dar a ideia ao ouvintes (e leitores) do tamanho do processo de produção de carne, ou seja, como é a cadeia produtiva deste alimento. Seguem citados cada elo:

– Indústria de insumos (“antes da porteira”)
– Produção a campo (“dentro da porteira”)
– Frigorífico, (“depois da porteira”….)
– Distribuição, atacado,
– Varejo, food service,
– Preparo em casa….

Sendo que a “porteira” significa fazenda, o campo. Neste elo é onde o animal cresce e produz a carne. Antes da porteira estão as indústrias de insumos tecnológicos (nutrição, gestão, sanidade, genética…) e após a porteira acontece a “transformação” dos animais em carne.

O frigorífico funciona como uma fábrica de carros, em linha de produção. Só que, ao invés de ser uma linha de montagem, a linha é de “desmontagem”. Depois deste processamento, a carne é distribuída até chegar ao consumidor.

E quanto demora tudo isso? Após a fazenda, o tempo é curto. Da indústria ao consumidor a carne tem 60 dias de validade se não for manipulada. Em caso de congelada o prazo é de 180 dias. Já a produção dentro da porteira pode demorar de um a três anos, dependendo do sistema produtivo.

Para ler todos as colunas, basta acessar aqui: http://vilabeef.com.br/category/carne-de-a-a-z-coluna/